Profile
Stuffs about me

"Sua aparência me lembra vendedoras de roupas da Opera, me lembra Vj’s da MTV, me lembra integrantes de bandas alternativas, mas meu coração prepalpita quando vejo um sorriso se projetando em seu rosto, vejo os pequeno músculo se movendo em perfeita sincronia, os dentes não são perfeitamente alinhados, como em comerciais de creme dental nos quais a falsidade emana; Ela é alta porém o casaco preto cujo a ponta passa da cintura torna-a menor; Sempre tão estilosa, tão diferente, tão Nova Iorque." Tatyana por Ana Júlia.



Dreams
All your life
You were only waiting for the moment to be free.





quarta-feira, 23 de março de 2011 15:25


"A coisa estava realmente dando certo, ela já estava com uma mão dentro de minha calça apertando meu membro com força, me deixando extremamente excitado, enquanto eu tentava afastar a barra de sua calcinha para que nós tivéssemos o mesmo contato. Arranquei sua saia em poucos segundos e quando a vi, semi nua, senti a necessidade de me aprofundar mais naquele pele branca como a neve."
"A levantei mais uma vez, só que desta vez com o objetivo de chegar até minha cama, que por sinal, era muito pequena. A deitei e então, em um piscar de olhos ela tinha tirado seu sutiã e eu já estava sem minha calça. Passei minha língua lentamente por seus seios fartos chegando até sua intimidade, onde tirei a calcinha com delicadeza e fiz com que minha boca fizesse o resto do trabalho. Ela gemia baixinho, como se não quisesse que alguém escutasse, mas eu não me importava nem um pouco. Enquanto fazia movimentos circulares com minha língua em seu clitóris enfiei um dedo sem aviso prévio, e assim fazendo movimentos de vai e vem. Coloquei o segundo e logo depois o terceiro, quando vi que ela não agüentaria mais, os tirei e deixei que ela fizesse o resto."
"Ela, já nua, deslizou sobre meu peito enquanto eu tomava seu lugar na cama. Tirou minha roupa intima rapidamente e fez com que sua boca virasse o paraíso. Ela passou a língua delicadamente na cabeça de meu órgão sexual e logo depois tornou a colocar tudo na boca. Ela parecia gostar, mas eu estava gostando muito mais de tudo aquilo. Gemia um pouco mais alto que ela, pelo prazer excessivo que ela me estava fazendo passar, até que fiz com que ela parasse para que nós, finalmente, fizéssemos o que realmente queríamos."
"Ela logo ficou embaixo e com muita precisão procurei uma camisinha na gaveta próxima a cama. Ao encontrá-la coloquei-a e então a penetrei forte como se o mundo fosse acabar ali, no meio da nossa transa."